EVENTOS

DESTAQUES

NOVEMBRO, 2017

7ª CONFERÊNCIA FORGES

INSCRIÇÃO E DATAS IMPORTANTES – 7ª CONFERÊNCIA

• Submissão de resumos de comunicações das Sessões Paralelas | Até 4 de Outubro de 2017

• Notificação da aceitação de comunicações para Sessões Paralelas | Até 11 de Outubro de 2017

• Envio do texto final para publicação nas Atas | Até 25 de Outubro de 2017

7ª Conferência FORGES

A Associação Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (FORGES) e a Universidade Eduardo Mondlane, Moçambique, Maputo, com o apoio da Politécnica, Universidade UniZambeze, Instituto Superior de Relações Internacionais (ISRI) e Universidade Pedagógica, organizam a 7ª Conferência FORGES subordinada ao tema “O papel do Ensino Superior para o Desenvolvimento dos Países de Língua Portuguesa”.
A Conferência que decorrerá nos dias 29, 30 de novembro e 1 de dezembro de 2017, proporcionará aos seus auditores o ensejo de refletirem sobre a missão da Educação Superior para o desenvolvimento dos países e regiões. A Conferência reunirá dirigentes com responsabilidades na gestão universitária, formuladores, avaliadores de políticas públicas de educação superior, pensadores e pesquisadores da área, para um exercício de educação comparada e de articulação entre instituições, entre dirigentes e estudiosos de políticas e práticas de gestão da educação superior, com o objetivo de enriquecer o conhecimento na partilha de experiências. Desta forma, permitir-se-á estreitar os laços no que toca à cooperação universitária entre os países de língua portuguesa.
Existirão ao longo do evento painéis e sessões paralelas subordinas aos subtemas:

1. Os Desafios da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa em Tempos de Austeridade: Experiencias e Lições. Os desafios do Desenvolvimento. Qual o Papel das Instituições de Ensino Superior?

2. Expansão, Relevância, Qualidade e Empregabilidade dos Graduados do Ensino Superior dos Países e Regiões de Língua Portuguesa

3. Os desafios do Desenvolvimento da Pesquisa e da base de conhecimento sobre o Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa Expansão, Relevância, Qualidade e Empregabilidade dos Graduados do Ensino Superior dos Países e Regiões de Língua Portuguesa
 
PROGRAMA
 
Para inscrições deverá ser preenchido o formulário de inscrição disponível em
 
FORMULÁRIO
 
Pagamentos PayPal
 
PAGAMENTOS PAYPAL
 
Comissão Científica
 
COMISSÃO CIENTÍFICA
 
Normas para Apresentação de Comunicações
 
Normas para apresentação de comunicações
 
Alojamento

A Co-organização encontra-se a negociar os preços mais convidativos para os participantes na 7ª Conferência com os seguintes hotéis:
NOTA: Em breve serão disponibilizadas mais informações quanto aos preços finais acordados.

 

VISTOS

Adverte-se para a importância de obtenção de visto com muita antecedência.

Para o efeito pedimos que nos enviem para o endereço de correio eletrónico geral@aforges.org as seguintes informações:
a) o nome completo;
b) o número de passaporte para que possamos emitir as respetivas cartas convite.

Para obtenção do visto de entrada em Moçambique, para além do formulário de pedido de visto devidamente preenchido, são necessários os seguintes documentos:
a) Carta-convite a ser endereçada pelo Secretariado da FORGES
b) Copia do bilhete de passagens aéreas
c) Seguro de viagem
d) Confirmação da reserva de alojamento
e) Cartão/boletim de vacina contra a Febre Amarela
f) Cópia do passaporte
 
PERGUNTAS FREQUENTES

  • Qual o quantitativo máximo de resumos a submeter?
    Até 3 Resumos por pessoa.
  • Qual o quantitativo máximo de autores por resumo a submeter?
    Até 6 autores.
  • Qual a obrigatoriedade do pagamento da inscrição, se apenas pode pagar um autor ou todos os autores necessitam realizar tal feito?
    Basta haver 1 dos autores a pagar, mas terão de pagar a sua inscrição todos os que estiverem presentes na conferência.
  • O pagamento da inscrição, é condição de submissão ou pode ser após o resultado da submissão?
    A inscrição pode ser após a submissão e da comunicação aceite.

Para outras informações poderá consultar
Secretariado da FORGES
Ana Paula Caras-Altas e Rui Ferreira Santos através do endereço:
geral@aforges.org e do telefone + 351 965 667 213

APOIOS

 


 

Associação das Universidades Africanas

 

O reitor da Universidade Eduardo Mondlane,  Orlando Quilambo, foi eleito, no passado dia 8 de junho, para o cargo de presidente do Conselho de Direção da Associação das Universidades Africanas (AAU), organização com mais de 350 membros.
A eleição aconteceu no término da 14ª Assembleia Geral da Associação, que decorreu em Acra, capital da República do Gana.
O Conselho Directivo deste órgão tem a responsabilidade de traçar estratégias que respondam aos desafios das universidades africanas, assim como discutir seus problemas.
Até á data, Orlando Quilambo ocupava o cargo de vice-presidente da mesma organização.
Esta é a terceira vez que a Universidade Eduardo Mondlane entra na direção da Associação das Universidades Africanas, depois de, na década de 90 , Narciso Matos ter ocupado o cargo de Secretário-Geral do órgão.
Orlando António Quilambo possui experiência de gestão académica, que começa em 1988, como chefe de Departamento de Biologia e Química na Faculdade de Educação, passando mais tarde para director-adjunto da mesma Faculdade. Foi igualmente director-adjunto da ex-Faculdade de Biologia e em 1992 foi nomeado 1º Director da Faculdade de Ciências, no atual figurino. Atualmente exerce as funções de reitor da Universidade Eduardo Mondlane, depois de ter sido vice-reitor Académico e director Cientifico da mesma. É membro de várias organizações nacionais e internacionais, investigador e coordenador de projetos de investigação.
Desde março de 2009, é Presidente da Academia de Ciências de Moçambique, a primeira academia deste género em Moçambique, tendo sido um dos impulsionadores da sua criação e instalação.

 

Para mais informações: 
 


 

REUNIÃO DA DELEGAÇÃO DA FORGES

Membros da Direção da FORGES reuniram-se no dia 3 de Julho, em Maputo, com o Senhor Ministro da Ciência e Tecnologia do Ensino Superior e Técnico Profissional com o objetivo de preparar a 7ª Conferência que decorrerá nos dias 29, 30 de novembro e 1 de dezembro naquele país.

 


 

POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO EDUCACIONAL em Portugal e no Brasil – 22 junho, 5ª feira, 17h30 – ESE de Lisboa

 

Tertúlia
22 de junho, 5ª feira, às 17h30
Na Escola Superior de Educação de Lisboa – Sala dos Atos

Com
Márcia Ângela da Silva Aguiar
Membro da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação do Brasil
Alda Maria Duarte Araújo Castro
Universidade Federal do Rio Grande do Norte – Brasil
João Pinhal
Professor do Instituto da Educação e Presidente da AFIRSE- Portugal

A moderar:
Maria José Rau, em articulação com representantes do Fórum Português de Administração Educacional e do Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa

A realidade educativa brasileira é pouco conhecida em Portugal, embora  existam diversos pontos comuns  entre os dois países:  um passado  de difícil afirmação da escola para todos e  uma situação atual caraterizada por uma forte  tensão entre as aspirações   democráticas de  equidade  e  de participação em educação  e as  pressões, nacionais e internacionais,  para a privatização  das escolas e do sistema educativo.
As diferenças são, contudo e igualmente, muito  significativas. Nesse sentido, serão aqui   analisados  os  desafios e as tendências existentes   no domínio da gestão escolar em Portugal e no Brasil, concedendo particular atenção às seguintes dimensões: formação e trabalho de professores e diretores;  gestão escolar; o papel dos municípios na educação.
A presença de investigadores nacionais e brasileiros, com uma  larga experiência nestes domínios, permitirá um debate multifacetado e aprofundado sobre estas problemáticas,   realçando e salvaguardando a especificidade dos contextos em análise.

Ver contactos e localização AQUI

 


 

COOPERAÇÃO ACADÉMICA PARA O DESENVOLVIMENTO: OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO (Staff training week)

UNIVERSIDADE DE COIMBRA / FORGES
17 A 19 DE MAIO DE 2017
LOCAL: Universidade de Coimbra

 

Fornecer uma visão geral dos principais instrumentos de financiamento disponíveis para suportar a cooperação académica em matéria de desenvolvimento, com especial enfoque nos fundos da União Europeia, o principal dador mundial.
Será explicitada a tipologia de projetos apoiados, os requisitos formais e calendários de candidatura.
Serão dados exemplos de casos de sucesso e exercícios práticos que ilustram o processo de candidatura, desde o conceito inicial até à candidatura e execução.

PÚBLICO-ALVO
Responsáveis pela dinamização de parcerias académicas no âmbito da cooperação, incluindo lideranças institucionais e pessoal técnico responsável por concretizar candidaturas e acompanhar a execução dos projetos.

LOCAL
Os trabalhos decorrerão no Salão da Reitoria da Universidade de Coimbra, Paço das Escolas, Coimbra.

INSCRIÇÕES
A frequência é gratuita para sócios da FORGES, (os sócios institucionais podem inscrever duas pessoas). Não sócios: 350 euros. A inscrição inclui as refeições mencionadas no programa.

Inscrições e informações disponíveis AQUI

FOTOS DO EVENTO

 

ABRIR O PROGRAMA (PRELIMINAR)

 


XXVIII Simpósio de Política e Administração da Educação

Realizou-se entre os dias 26 e 28 de abril de 2017, na Universidade Federal do Paraíba – João Pessoa  – Brasil, uma Mesa Redonda subordinada ao tema “Desafios da Gestão da Educação Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa. O papel da FORGES”.

 


Rede Internacional de Investigação-Ação Colaborativa – Estreiadiálogos

A ESTREIÁDIALOGOS pretende contribuir para melhorar a qualidade da prática profissional através da investigação-ação crítica e orientada para a mudança, problematizando e transformando essa mesma prática numa abordagem situada, colaborativa e assente em valores humanistas e democráticos. 

Este rede pretende ainda:

•    Reconhecer e afirmar o papel da língua portuguesa na investigação e na comunicação da investigação, e portanto a necessidade de construir cenários plurilingues e contra-hegemónicos através da constituição de redes com matrizes linguísticas diversas. 

•    Aproximar realidades que, sendo distintas, partilham patrimónios linguísticos e culturais historicamente construídos, reforçando a interação entre elas e produzindo conhecimento potencialmente significativo para as comunidades que as habitam.

mais informações:

www.estreiadialogos.com
www.estreiadialogos.com/revista


 

XIX REALP

Informam-se  todos os interessados que a realização do XIX REALP será no período de 12 a 15 de setembro de 2017 na Universidade Federal do Ceará (UFC) com o tema “Desenvolvimento e sustentabilidade frente às mudanças climáticas globais”.

Brevemente será disponibilizado o link para mais informações relativas ao programa e inscrições.

 


 

March for Science: Why scientists are protesting worldwide

march4science

On 22 April 2017, scientists around the globe will gather to march for the cause of science and raise awareness about the importance of science for society.

The March for Science movement started in Washington, D.C. earlier this year and quickly spread with parallel marches now being organised in more than 500 cities. What unites those behind the various demonstrations is the concern that parts of society and policies are moving away from evidence-based decision-making. Post-factual politics and scorn for experts are marginalising researchers politically. 

This issue is connected to other trends: Public funding for basic research is diminishing in many countries and nationalist policies are obstructing the movement of talent and the functioning of research institutions. Such developments threaten science and critical thinking and ultimately contribute to the erosion of the knowledge society. They go beyond the labs and libraries and touch all who acknowledge the cultural and economic benefits of such society.

EUA shares this concern and supports its members in their individual actions around the march.

Further information on the March for Science and how to take part can be found on the movement’s website

To follow and engage on Twitter: @MarchForScience; #MarchForScience


 

 

PARTICIPAÇÃO DA FORGES NO TERCEIRO “FESTIVAL DA LUSOFONIA GOA”, 17 de Fevereiro a 18 de Março 2017

 

A Sociedade Lusófona de Goa (LSG), que visa promover e apoiar a cultura lusófona em Goa, aprofundando as relações entre Goa e os países e regiões lusófonas e estabelecendo projetos relacionados com a língua portuguesa e cultura lusófona nas áreas de artes, sociais, educacionais, ciência e tecnologia, está a organizar o 3º Festival Lusófono em Goa, que decorrerá no período de 18 de fevereiro a 18 de março de 2017.

Dando corpo à colaboração prevista no protocolo recentemente assinado com a FORGES (Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa), a FORGES, estará representada neste evento através da participação da Prof. Doutora Eduarda Duarte, da Universidade de Lisboa e Membro dos órgãos da FORGES.

Tema da apresentação “Access to higher education: a life span /life space perspective” Autoria da Prof Eduarda Duarte da Universidade de Lisboa (Portugal).

ABRIR O PROGRAMA

 


Já se encontra disponível para leitura a Revista II/2016 da FORGES.
A Direção da FORGES deseja a todos um boa leitura.


img_20161129_170610135

img_20161129_170657657

A Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPEd) e a FORGES – Associação Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões da Língua Portuguesa, assinaram um protocolo de intenções. O Acordo tem como objetivo promover e intensificar a cooperação académica, científica e cultural no âmbito das políticas educativas, de administração escolar e do ensino superior. O Acordo foi assinado em 29 de Novembro de 2016, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Brasil, durante a realização da 6ª Conferência FORGES. Assinaram o referido acordo Vera Lúcia Jacob, Vice-Presidente (ANPEd) e Maria Luísa Cerdeira, Presidente da FORGES.

 


 

A Sociedade Lusófona de Goa, Índia (LSG) e a FORGES – Associação Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões da Língua Portuguesa assinaram um Memorando de Entendimento. O Memorando tem como objetivo promover e intensificar a cooperação académica, científica e cultural no âmbito das políticas educativas, de administração escolar e do ensino superior. O Memorandum foi assinado em 29 de Novembro de 2016, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Brasil, durante a realização da 6ª Conferência FORGES. Assinaram o Memorandum Aurobindo Xavier presidente da Sociedade Lusófona de Goa (LSG) e Maria Luísa Cerdeira presidente da FORGES.

 


 

6ª Conferência FORGES – Campinas, São Paulo, Brasil.

 


 

6ª Conferência FORGES

A Associação Fórum da Gestão do Ensino Superior nos Países e Regiões de Língua Portuguesa (FORGES) e a Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, Brasil, organizam com o apoio do Grupo Gestor de Benefícios Sociais (UNICAMP) e do Centro Cultural de Inclusão e Integração Social, a 6ª Conferência FORGES subordinada ao tema “Para que(m) servem a Universidade e as instituições do Ensino Superior? Balanços, proposições e desafios acerca do papel das IES no século XXI”.
A Conferência que decorrerá nos dias 28, 29 e 30 de novembro de 2016, proporcionará aos seus auditores o ensejo de refletirem sobre a missão da Educação Superior para o desenvolvimento dos países e regiões. A Conferência reunirá dirigentes com responsabilidades na gestão universitária, formuladores, avaliadores de políticas públicas de educação superior, pensadores e pesquisadores da área, para um exercício de educação comparada e de articulação entre instituições, entre dirigentes e estudiosos de políticas e práticas de gestão da educação superior, com o objetivo de enriquecer o conhecimento na partilha de experiências. Desta forma, permitir-se-á estreitar os laços no que toca à cooperação universitária entre os países de língua portuguesa.
Existirão ao longo do evento painéis e sessões paralelas subordinas aos temas:

1. Os Múltiplos Desafios da Reafirmação e Renovação da Missão das Instituições de Ensino de Superior;
2. Os Contributos do Ensino Superior face aos novos Desafios Societais;
3. Sustentabilidade, Inovação e Internacionalização na Educação Superior;
4. Avaliação, Financiamento, Redes e Produção Científica;
5. A Importância da Formação de Professores para o Desenvolvimento;
6. A mercantilização da educação superior e o processo de “financeirização” das universidades e instituições de ensino superior

PROGRAMA

Para inscrições deverá ser preenchido o formulário de inscrição disponível em

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

Para outras informações poderá consultar

Secretariado da FORGES
Ana Paula Caras-Altas e Rui Ferreira Santos através do endereço: geral@aforges.org e do telefone + 351 965 667 213
ou o Secretariado da UNICAMP Ludmila Fávero através do telefone +55 (19) 352 14 709.

REITORIA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

Alameda da Universidade 

1649-004 Lisboa, Portugal

 

Contatos do Secretariado Técnico

Dra. Ana Paula Caras-Altas

Dr. Rui Ferreira Santos 

tel +351 965 667 213

 

Endereço de correio eletrónico: 

geral@aforges.org